Follow by Email/Siga-me por mail

terça-feira, 29 de setembro de 2015


Alguém com vontade de passar uma tarde diferente?

Posso contar convosco?


0

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Por último, e para terminar o rol de receitas do jantar de celebração do aniversário da pequenota, deixo hoje convosco a receita do prato principal.

Um bacalhau de forno, sem batata, com legumes e pão.

A receita é tamanho "XL" pois deu para dois tabuleiros com capacidade para 8 comensais cada, ou seja 16 pessoas na totalidade.

Não vos aconselho, no caso desta receita, a comprarem o béchamel já feito! É um instante enquanto se faz, sigam as dicas para a preparação tradicional.

Prato vencedor, faz sempre a alegria de todos! O que vos parece?




Ingredientes:

pão ralado feito em casa
200 g pão picado/esfarelado
200 g leite, em alternativa Leite de Arroz Alpro
100 g azeite
400 g cebola
4 dentes alho
600 g cenoura descascada e arranjada
800 g bacalhau cozido e lascado
sal e pimenta a gosto

(para o béchamel)

600 g leite, em alternativa leite de arroz Alpro
120 g farinha com fermento
60 g manteiga ou, em alternativa, 40 g azeite
sal, pimenta e nos moscada a gosto
2 pacotes de natas frescas, em alternativa usar creme de arroz Alpro




Preparação Bimby:

(Para o pão ralado coloque no copo cerca de 200 g pão duro,  em pedaços, 1 dente de alho, um molho de coentros e salsa a gosto. Triture tudo 15 segs./vel.7)

Demolhe o pão no leite e reserve.

Coloque metade do bacalhau no copo e triture  alguns segundos, colher inversa, vel.4. Retire e reserve, repita o processo com o restante bacalhau

Coloque no copo o azeite, a cebola, os alhos e a cenoura e pique 10 segs/vel.5.
Refogue 8 min/varoma/vel.1
Junte o bacalhau, o pão escorrido, a pimenta e programe 10 min/100ºc/colher inversa, velocidade colher de pau.

Rectifique o sal e reserve.

Sem lavar o copo, coloque todos os ingredientes para o bechamel, excepto as natas e programe 10 min/90.ºc/vel.4.
Junte as natas pelo bocal da tampa e programe 54min/90.ºc/vel.4.

Envolva o molho béchamel com o preparado reservado, reparta por dois tabuleiros e polvilhe com o pão ralado.

Leve a forno pré-aquecido a 200ºc, cerca de 20 minutos.



Preparação Tradicional:

(Para o pão ralado coloque, na "1,2,3" ou num processador de alimentos, cerca de 200 g pão duro, em pedaços, 1 dente de alho, um molho de coentros e salsa a gosto, 2 c sopa azeite. Triture até o pão ficar ralado.)

Demolhe o pão no leite e reserve.

Pique o bacalhau na "1,2,3" ou no processador de alimentos e reserve

Num tacho, coloque o o azeite, a cebola, os alhos e a cenoura bem picados e refogue um pouco.
Junte o bacalhau, o pão escorrido, a pimenta e deixe cozinhar um pouco, mexendo com a colher de pau, em lume brando, para que não queime.

Rectifique o sal e reserve.

Num tacho bem limpo, coloque a manteiga e deixe-a decretar, incorpore a farinha para formar um "roux" e cozinhe por breves minutos.

Aqueça o leite e adicione ao roux mexendo sempre com uma vara de arames, deixe ferver e engrossar um pouco.

Adicione as natas e deixe ferver cerca de 5 minutos. 

Tempere com sal, pimenta e noz moscada a gosto.
Envolva o molho béchamel com o preparado reservado, reparta por dois tabuleiros e polvilhe com o pão ralado.

Leve a forno pré-aquecido a 200ºc, cerca de 20 minutos.
0

domingo, 27 de setembro de 2015

Uma sobremesa rápida e fácil de fazer!

Quando tiverem visitas em casa e precisarem de uma sobremesa rápida ... aqui está ela!

Esta, foi servida no dia do aniversário da princesa ... e a ementa está quase concluída (já só falta o Bacalhau espiritual)

Normalmente, tenho sempre limões e na despensa há sempre uma lata de leite condensado.

Desta vez tinha também uma caixa de queijo creme no frigorifico e decidi usá-la na confecção da mousse.

Revelou-se uma boa surpresa!

Aqui está ela ....



Ingredientes:

4 folhas gelatina incolor
1 embalagem queijo creme (usei philadelphia light)
1 c sopa raspa de limão
150 ml sumo limão
3 ovos
1 lata leite condensado


Preparação:

Coloque a gelatina de molho em 3 colheres sopa de água gelada.

Entretanto, bata o queijo creme com o leite condensado e com as gemas do ovo.
Adicione a raspa e o sumo de limão.

Dissolva a gelatina em igual quantidade de água a ferver. e adicione ao preparado.

Bata as claras em castelo e misture com o preparado anterior, como se fosse um souflé.

leve ao frigorifico para que fique bem firme, alguma horas antes de servir.

0

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Para vegetarianos e não só!

O falafel é um pastel salgado com origem nas terras do Oriente, feitos a partir de grão de bico ou de fava. Originalmente, são fritos!  Contudo, estes são uma versão mais saudável, feitos no forno.

Estes mini-falafel foram feitos com uma semana de antecedência e congelados para depois servirem de entrada no dia do aniversário da princesa.

Receita super rápida de fazer, fácil, económica e barata .... e .... saudável!!

Podem optar por lhes dar forma de burguer e servir como refeição principal acompanhado de arroz e uma boa salada ou por legumes grelhados




Ingredientes 
(para cerca de 40 unidades):

200 ml de grão seco
água qb para demolhar o grão
(podem optar por usar uma lata ou frasco de grão cozido)
1 cenoura pequena
1 cebola pequena
2 dentes de alho
2 c sopa azeite
1 mão cheia de coentros picados
algumas folhas de hortelã a vosso gosto (cerca de 1/3 da quantidade de coentros)
1 c café cominhos moidos
1 c café sal marinho a gosto

Para um toque especial, se forem amantes do limão, coloquem umas raspas do mesmo.


Preparação:

Demolhar o grão na véspera e cozê-lo.

Se optarem por usar grão previamente cozido, passem à execução.

Colocar todos os ingredientes num processador de alimentos, ou com o auxilio de uma "1,2,3" ou a Bimby e picar e misturar todos os ingredientes.

Agora é fundamental colocar, literalmente, as mãos na massa.

Fiz pequenas bolas uniformes a que depois dei a forma de  mini croquetes.

Levei a congelar separadamente, num tabuleiro e depois guardei num saco.

Demoram cerca de 20 minutos no forno a 180.ºc, e podem colocá-los mesmo congelados.

Para acompanhar sirvam um molho de iogurte aromatizado com hortelã.

Bom apetite!

0

domingo, 20 de setembro de 2015

O Chutney é originário da Índia, sendo geralmente utilizado no acompanhamento de carnes - ficando muito bom nos fondues e para acompanhar queijos!

Adoro chutney de manga, acho que é dos mais conhecidos, mas o de figo, não fica nada atrás!

Tinham-me dado alguns figos e .... resolvi experimentar a receita!

Já o fiz há cerca de um ano! Continua óptimo o que significa que a conserva estava bem feita!

Foi servido com bolachas extra-finas "cars" e queijo de cabra - combinação deliciosa!!





Ingredientes:

800 g figos frescos cortados em pedaços
150 ml vinagre vinho tinto
200 g açúcar moreno
1 cebola
1 "indicador" gengibre ralado fresco
1 c sopa sementes mostarda
raspa de 1 laranja
1 pau canela
1 c chá flor sal
1/2 c chá pimenta da Jamaica
2 cravos da Índia


Preparação Bimby:

Coloque todos os ingredientes no copo, excepto os figos e programe 15 mins/varoma/colher inversa/vel. colher pau.

Adicione os figos e programe mais 20 min/100ºc/vel. colher pau/colher inversa.

Retire o copo a meio da cozedura e coloque a cesta ou um passador fino.

Quando terminar o tempo, guarde o chutney em frascos esterilizados, tape e deixe arrefecer com a boca voltada para baixo.

Conserve em local fresco.


Preparação Tradicional:

Coloque todos os ingredientes no tacho, à excepção dos figos e leve ao lume.

Quando ferver reduza para lume brando e deixe ferver lentamente até que o molho reduza.

Adicione os figos e cozinhe em lume brando cerca de meia hora.

Guarde o chutney em frascos esterilizados, tape e deixe arrefecer com a boca voltada para baixo.

Conserve em local fresco.

0

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Há muito que ouvia falar do bolo de água e, desta vez decidi experimentar!

Não tem gordura nenhuma na sua confecção, tem poucos ingredientes e cresce muitíssimo. Ou seja, é um bolo que rende.

Muito versátil, uma espécie de pão de ló que podem decorar como mais gostarem, desde a fruta com chantilly a passar pelos fios de ovos ou por uma camada de nutella - a escolha é vossa!

Na decoração e preparação deste foi usado ananás em calda e chantilly! 
Foi decorado com os famosos charutos de bolacha (inspirada no blog "Fabrico Caseiro") 

Mais uma receita que fez sucesso!

Tentados a experimentar?





Ingredientes:

(Bolo)
6 ovos xl
500 g açúcar branco
400 g farinha 
1 c sopa fermento
150 ml água

(Recheio e Cobertura)
2 pacotes nata bem frias (uso Longa Vida)
6 c sopa icing sugar
1 lata pequena ananás em calda
200 ml água
100 g açúcar
sumo da lata do ananás
1 pacote charutos de bolacha


Preparação na Bimby:

(O Bolo)

Introduza a borboleta no copo e adicione as claras. Bata 6 minutos velocidade 3,5. Retire e reserve.
Coloque as gemas e o açúcar e programe 4 minutos velocidade 4.
Retire a borboleta e junte a farinha e o fermento.
Adicione a água e bata 10 segs./vel. 3. Retire para uma taça. 

Misture as claras em castelo bem firme com a ajuda de uma espátula, como se se tratasse de um souflé, ou seja, em movimentos circulares que devem ser quebrados com um corte a meio.

Levar a forno pré-aquecido a 180ºc, cerca de 30 minutos, em duas formas com cerca de 23 cm cada, previamente untadas e forradas com papel vegetal (este último não necessita de ser untado pois já tem um preparado próprio).

Deixe arrefecer bem e fure ambas as partes com a ajuda de um palito.

Lave o copo para preparar a calda.

Introduza o açúcar, o sumo da lata e o açúcar e programe 5 mins/varoma/vel. colher pau.
Com a calda formada regue ambos os bolos.

Prepare o chantilly:

Com o copo bem limpo, bata as natas com o icing sugar, na velocidade 3 e meio/cerca de 4 minutos. Ou, até ficar bem firme.
Barre a parte inferior do bolo. 

Corte o ananás em pedaços e disponha sobre o chantilly.
Coloque agora o outro bolo em cima.

Cubra tudo com chantilly. 

Decore de acordo com a sua imaginação.

Caso queira fazer como na imagem basta colocar os palitos em volta.



Preparação Tradicional:

(O bolo)

Bater as claras em castelo.
Mexer as gemas do ovo com o açúcar.
Adicionar a farinha e a água até a massa estar homogénea.
Misturar as claras em castelo bem firme com a ajuda de uma espátula, como se se tratasse de um souflé, ou seja, em movimentos circulares que devem ser quebrados com um corte a meio.

Levar a forno pré-aquecido a 180ºc, cerca de 30 minutos, em duas formas com cerca de 23 cm cada, previamente untadas e forradas com papel vegetal (este último não necessita de ser untado pois já tem um preparado próprio).

Deixe arrefecer bem e fure ambas as partes com a ajuda de um palito.

Prepare a calda:

Leve o açúcar, a água e o sumo da lata ao lume e deixe a ferver aproximadamente 5 minutos.
Com a calda formada regue ambos os bolos.

Prepare o chantilly:

Bata as natas com o icing sugar até ficar bem firme.
Barre a parte inferior do bolo. 

Corte o ananás em pedaços e disponha sobre o chantilly.
Coloque agora o outro bolo em cima.

Cubra tudo com chantilly. 

Decore de acordo com a sua imaginação.

Caso queira fazer como na imagem basta colocar os palitos em volta.





0

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Um patê diferente para surpreender os convivas!

Todos adoraram este patê guloso no forno


Não receiem abrir o pão, irão ver que a tarefa se torna fácil, só é necessária um pouco de paciência!

Uma dica ... comprem o pão na véspera ou com dois dias de antecedência para que fique bem rijo e seja mais fácil a tarefa de lhe retirar o miolo.





Ingredientes:

1 pão alentejano
1 embalagem de mozzarella ralado (150 g)
1 cebola média
2 dentes alho
15/20 folhas manjericão
100 g cogumelos frescos
200 g tomate pelado e arranjado
150 g maionese
sal e pimenta a gosto


Preparação na Bimby:


Corte a "tampa" ao pão e retire o miolo do pão com cuidado, com a ajuda de uma faca.


Se conseguir, aproveite e faça torradas com ele, para servir o patê.


Introduza o queijo e o manjericão no copo e pique 5 segs/vel. 5
Retire e reserve.
Coloque a cebola, o alho, os cogumelos, o tomate e pique 5 segs/vel. 5
Introduza agora o queijo e a maionese e misture tudo 10 segs/vel. 3.

Coloque o preparado no pão e coloque a "tampa"

Agarre num pouco de papel vegetal amasse-o com as mão e passe-o por água. 
Envolva o pão no papel e leve a forno pré-aquecido a 180.º, cerca de 30 minutos ou até o queijo estar derretido.


Preparação Tradicional:


Corte a "tampa" ao pão e retire o miolo do pão com cuidado.
Se conseguir, aproveite e faça torradas com ele, para servir o patê.


Pique o queijo e o manjericão na "1,2,3" ou num processador de alimentos. Reserve.

Pique agora a cebola, o alho, os cogumelos e o tomate.
Misture o queijo reservado e a maionese e misture tudo.

Coloque o preparado no pão e coloque a "tampa"

Agarre num pouco de papel vegetal amasse-o com as mão e passe-o por água. 
Envolva o pão no papel e leve a forno pré-aquecido a 180.º, cerca de 30 minutos ou até o queijo estar derretido.



Partilho ainda convosco a foto da tábua de queijos ...

Queijo de Niza e Queijo Manchego com Paio de Porco Preto!




0

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

O dia do aniversário da Princesa foi divertido e feliz - Passado do modo como gostamos, em família!

Para a receber e comemorar este dia tornando-o ainda mais especial, a comida foi caseira!  

Made by "Carlota entre Tachos", ou seja por mim que é quem dá cor e forma a este espaço de partilha!

Nada foi deixado ao acaso!

Na ementa só faltou acrescentar a "Salada de Cenoura à Algarvia" que também esteve presente à mesa.

O repasto reuniu 14, mas tinha dado para alimentar 20.

Na altura da sobremesa, já éramos 20, mas tinha dado para 25.

Aqui está ela ...


A receita do "Doce Pascal" já tive oportunidade de partilhar convosco!

De cada vez que o faço o sucesso é garantido!

Se ainda não o experimentaram .... desafio-vos a o fazerem agora!

Que tal?







0

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Ontem foi o aniversário da minha filha!

Um dia bem passado que culminou numa festa para a família!

Hoje, foi dia de levar o bolo à escola para todos os amigos lancharem!

A receita já todos conhecem, é a que vos deixei aqui mas com uma decoração mais colorida, por sinal, a sua cor preferida.





As lembranças para os amigos também foram de fabrico caseiro ... estes biscoitos aqui!




Deixarei depois a ementa do nosso jantar e irei partilhando as receitas convosco!

Obrigada por estarem aí!

Beijocas da Carlota

0

domingo, 13 de setembro de 2015

Recebi uma pêras no final da semana e fui logo fazer uma compota com elas.

Tem as minhas especiarias e vinho doce favoritos - o gengibre e a canela e  o vinho de Favaios (terra da minha madrinha). Talvez tenha sido ela quem me habituou a cozinhar com ele. Cada vez que vai à terra traz sempre para nós.
Acreditam que até o arroz de pato gosto de o fazer com ele.
Se reparare, uso-o amiúde nas minhas confecções culinárias.

Juntei todos os ingredientes e surgiu uma compota fantástico!

Vale a pena experimentar e aproveitar a pêra que por aí anda.

Não resistimos a provar ainda que quente e está "bombástica".




Ingredientes:

700 g pêras descascadas
500 g açúcar
140 ml água
30 ml Favaios
1 pau canela
1 polegar de gengibre
casca de meio limão (sem parte branca)

Preparação Bimby:

Corte as pêras em quartos e depois em quadrados grosseiros.

Introduza todos os ingredientes no copo, pela ordem indicada e programe 40 mins./100ºc/vel.2/colher inversa.
No final programe mais 20 mins./varoma/vel. 2

Introduza o doce em frascos esterilizados e tape.


Preparação Tradicional:

Corte as pêras em quartos e depois em quadrados grosseiros.

Introduza todos os ingredientes num tacho e leve a lume branco até o doce se encontrar numa espécie de caramelo.

Poderá demorar entre 1h30 a 2h00.

Introduza o doce em frascos esterilizados e tape.

Bom apetite!!



0

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

As minhas raízes são alentejanas!  Do Baixo Alentejo com toda a sua beleza e riqueza de costumes.

Sou franca que não sou fã de açordas, mas adoro migas. E, gosto mais ainda do "Caldete de Cação" que a minha mãe sempre muito bem fez!

Apesar de não gostar de cozinhar, ela faz este prato muitissimo bem, e a receita é a dela!

Caldete é como lhe chamamos na nossa terra alentejana, mas há quem lhe chame sopa ou açorda e o sirva como entrada.

Para nós, é prato principal.

O cação é difícil de encontrar na peixaria, por isso, substitui-o pela tintureira!

Ficou igualmente aprovado.



Ingredientes:

3 postas grandes de tintureira
8 dentes alho
sumo de 1 limão
1 cebola
1 folha louro
1 pitada colorau
1 molho de coentros
30 ml vinagre
30 ml azeite
sal e pimenta a gosto
2 c sopa farinha
água qb para cozer o peixe


Preparação:

Na véspera temperei a tintureira com limão, e cerca de 6 dentes de alho picados, louro, sal e pimenta a gosto.
Se o fizer no dia em que o vai consumir tempere-o com o vinagre algumas horas antes e depois inclua-o no caldo.

Leve ao lume uma panela com azeite, a cebola e os restantes dentes de alho e refogue.

Adicione o peixe, a marinada, e um pouco de água e deixe cozer cerca de 15 minutos

Retire a tintureira e reserve.

Retire um pouco de caldo e numa taça misture com a farinha. Verta para a panela e deixe cozer, para engrossar, cerca de 5 minutos.

Volte a colocar a tintureira e introduza os coentros picados.

Sirva o peixe num prato fundo com sopas de pão alentejano. Regue com bastante caldo para que o pão fique ensopado.

Bom apetite!




0

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Uma deliciosa surpresa foi revelada quando fiz o Bolo Provençal para o 90.º aniversário da minha avó, cujo ingrediente central é a alfazema.

Tal como vos disse na altura, o cheiro que libertava ao cozer era "fabulástico" ... um misto de bolo e de chá!

Andava agora tentada a experimentar uns biscoitos para ter em casa ou para oferecer, daqueles que calham sempre bem a qualquer hora do dia.

E assim sairam estes bolinhos, com um sabor delicioso, óptimos para oferecer e  que dão para guardar naquelas caixinhas de lata e duram algum tempo (se não tiverem gulosos por perto).

E assim ficaram os bolinhos de alfazema que tiveram ajuda  da petiz na preparação.






Ingredientes:
(para 85 bolinhos)

2 c sopa flores alfazema
500 g farinha
200 g açúcar fino
200 g manteiga sem sal à temperatura ambiente
2 ovos
2 c chá fermento em pó


Preparação:

Usei a Bimby para fazer estes biscoitos, mas facilmente poderão fazê-los com o auxilio de um processador de alimentos.

Caso não tenham nenhum deles, piquem as flores de alfazema numa 1,2,3 ou em ultima alternativa com uma faca. 

Introduza as flores de alfazema e o açúcar no copo da bimby e pulverize 10 segs/vel.9

Adicione os restantes ingredientes e misture tudo 30 segs/vel. 6

Faça pequenas bolinhas e achate-as entre as mãos.
Poderá dar-lhes forma com um garfo como eu fiz e se vê na foto, usar moldes para lhe dar forma, ou em palitos.

Fica ao vosso critério.

Leve a forno pré-aquecido a 180ºc, cerca de 15 a 20 minutos.

Bom apetite!!


0

Author

PageRank