Follow by Email/Siga-me por mail

quinta-feira, 21 de julho de 2016

Olá a todos!

Obrigada por terem continuado aí a ver as receitas que por aqui estão e, claro ... o que por aqui poderia haver de novo!

Na verdade, quase há um mês que aqui não coloco uma receita e, na verdade, não tenho cozinhado muito!

Tive umas férias deliciosas e é isso que hoje venho aqui partilhar convosco.

Contudo, de regresso ao trabalho, dei uma queda e as coisas não ficaram muito bem, mas já vos conto tudo.

As férias deste ano foram passadas uns dias na praia no nosso gostoso Algarve, com uma praia muito boa, água morninha e a viver as emoções do campeonato europeu de futebol. A alegria foi tanta que até fomos receber os jogadores ao aeroporto no dia em que chegaram.

Mas, as férias foram também uma passagem pelo norte de Itália que vos recomendo vivamente!

Eis o nosso roteiro: Milão, Veneza, Pádua, Verona, Lago de Garda, Lago de Como e Milão novamente.

Passeámos, divertimo-nos, conhecemos coisas novas, arejámos as ideias, comemos muito bem, andámos muito, cansámos-nos, comemos gelados e, ADORÁMOS!

Milão foi somente o ponto de chegada e onde levantámos o carro para poder dar o nosso passeio.
Partimos por uma auto-estrada imensa (nunca tinha visto outra assim), havia sítios com 5 faixas de rodagem e um trânsito incrível! Carros com matriculas de um sem número de países. E, claro a boa maneira italiana, de conduzir, lá fez com que apanhássemos uns sustos, mas não passaram mesmo disso.

Chegámos a Pádua já tarde, jantámos e fomos descansar. No outro dia havia que estarmos prontos para Veneza.

De manhã, apanhámos o comboio (opção bem mais barata ao carro e parques onde teríamos de deixar o carro estacionado à entrada de Veneza) e lá fomos nós .... E, como é bela .... belíssima!
Imaginem ... até encontrei os calendários dos padres junto ao dos gondoleiros ;)


Chegámos a Santa Lucia, percorremos as ruas e fomos envolvidos pelo ambiente. 
Estivemos na Igreja de Santa Maria dei Frari - depois de São Marcos, é o templo mais importante (contém uma escultura de São João Batista, feita por Donatello; tem um monumento funebre a Canova, realizado pelos seus discípulos e com muita simbologia maçónica, o monumento ao Doge Giovanni Pezaro e a Tiziano)
Visitámos a Scuola Grande San Rocco - a chamada Capela Sustinha de Veneza, cuja decoração das salas é da autoria de Tintoretto, demorou 23 anos até estar concluída e ... vale muito a visita!

Seguimos para o Mercado de Rialto, em busca do mercado de peixe e de verduras e para comer um "cicchetto" ou "Tramezzino", uma espécie de tapa, uma sanduíche mas mais cheia, que comemos no "Bar Rialto del Lollo".
Não perdemos a oportunidade de nos deliciarmos com as pizzas e focaccias deliciosas e os belos e deliciosos gelados.

Passámos pela famosa livraria Acqua Alta e fomos em direção a São Marcos para visitar a Praça, a Basilica, a Torre, o Palácio dos Doges, beber um café no Florian (não se assustem, basta sentar para vos pedirem 6€ pelo serviço, adulto ou criança. O café custa 1,50€ - Façam as contas)

E ... andámos na gondola, passando pela ponte dos suspiros, casas de Casanova, Vivaldi, Wagner ....
Ainda houve tempo para apanharmos o vaporetto e irmos até  à ilha de Murano, onde se encontra o Museu do Vidro e várias lojas dedicadas ao tema. Esta ilha é uma graça. 


Tínhamos planos para ir a Burano, mas já não houve tempo.

Vimos de coração cheio de Veneza.

No outro dia, Pádua - a Basílica de Santo António, onde fizemos o percurso do peregrino do Jubileu da Misericórdia, visitámos a cidade e depois, Verona - uma cidade cheia de charme e amor.
Em Verona - palco da história de amor entre dois jovens de famílias rivais - conhecida como a cidade dos namorados - vimos a Tumba da Julieta, a sua casa, a de Romeu, a Arena (uma espécie de Coliseu - o 3.º maior do mundo ainda existente) foi palco de luta de gladiadores e tornou-se num local de concertos pela sua acústica. Em Junho estava a decorrer lá o festival de ópera!
As praças desta cidade também são imperdiveis, bem como Castelvecchio e a Ponte Scaligero.








Em Verona comemos um risotto que será difícil de esquecer, de tão bom que era! 

Como uma viagem com crianças tem de ter diversão, rumámos ao Gardaland, um parque de  diversões no Lago de Garda, que gostámos bastante, e a pequenota também!



Os Lagos, são indescritíveis .... Garda e Como, adorámos!

O regresso foi por Milão e, sempre que estamos em Milão .... chove!
Passámos pela Chinatown Milaneza e ficámos surpreendidos com o que vimos! Nunca tínhamos visto nenhuma e ficámos surpreendidos, não parecia estarmos na Europa! Se tiverem oportunidade passem e comam por lá!

Espero ter aberto o vosso apetite para uma viagem até este destino e que vos tenha feito viajar um pouco também!

No regresso ao trabalho, e nem tenho memória de como o fiz, caí e arranjei duas amigas. Tenho de estar com o pé no ar! E assim estou até recuperar!



1

Author

PageRank